Pés descalços no Pilates

O Pilates sem dúvida é uma modalidade única, uma técnica que veio para ficar, a prática que promove a melhora da consciência corporal, postura corporal, fortalecimento muscular, prevenção de lesões e alívio de tensões e dores.

pilates-249Um dos trabalhos que incentivamos aos nossos clientes a propriocepção do corpo. A capacidade de entender, de sentir o corpo ou partes específicas dele no espaço (no solo, equipamentos ou acessórios). Então um dos principais motivos pelo qual praticamos Pilates descalços é este!

Nos envolvemos com as sessões e a facilidade que o método oferece em adaptar os exercícios melhor indicados para os clientes, para cada tipo de padrão postural. Sempre existirá um porque da posição inicial de cada exercício, respiração e também repetições, com a organização corporal não será diferente.

Então vamos pensar no que influencia o posicionamento dos pés, mesmo que você não seja praticante Pilates será fácil entender:

  • Pernas aduzidas (unidas): normalmente maléolos mediais unidos (osso da parte interna da perna), dependendo do exercício, os clientes com joelhos valgos (em “X”) talvez não consigam unir os pés;

  • Pernas em rotação lateral: normalmente os calcanhares ficam unidos, pessoas com joelhos valgos não conseguirão unir maléolos;

  • Apoio dos metatarsos: ossos logo abaixo dos dedos do pé;

  • Apoio dos calcanhares: normalmente com posicionamento do tornozelo em dorsiflexão (pés “olhando” para você, “pé de palhaço”);

  • Posicionamento os dedos em “garra”: envolvendo alguma parte do equipamento ou acessório do Pilates com os dedos do pé;

  • Meia ponta alta: ainda com o apoio dos metatarsos, mas em posição de flexão plantar dos tornozelos (ponta de pé, como “bailarina”);

  • Flexão plantar dos tornozelos: normalmente quando queremos solicitar mais a cadeia muscular posterior de MMII (membros inferiores);

  • Dorsiflexão dos tornozelos: normalmente quando queremos incentivar o alongamento de cadeia muscular posterior de MMII.

pesAgora vamos imaginar as mesmas posições acima nos equipamentos ou acessórios de uma aula de Pilates, e isso sendo feito com qualquer calçado, que seja tênis, geralmente utilizado para a prática de atividades físicas… Pois é, agora fica claro o PORQUE praticamos Pilates descalços, não é mesmo? Além de não conseguir o posicionamento correto do corpo de acordo com o exercício proposto perderíamos toda propriocepção que o método traz como um de seus benefícios.

E se preocupando ainda mais com nossos clientes é que algumas empresas estão se especializando cada vez mais em “meinhas” de Pilates, aquelas com antiderrapantes. Mas cuidado com alguns exercícios onde nossos pés deslizam dentro dessas meias. Agora se você tem sudorese excessiva nos pés ou sente muito frio (pelo clima, pela temperatura de seu corpo ou pelo piso do estúdio ou academia que você treina), sim, esta é a MELHOR opção para você, eu como professora, que fico praticamente o dia inteiro descalça e em pé, sempre estou com um modelo novo, espero que tenham gostado das dicas. PILATES, SIM EU FAÇO! PILATES I DO!

Acesse nosso site e descubra mais www.pilatesido.com.br

image1

 

Rafaela Porto é palestrante do congresso nacional de Pilates e professora de Pilates e  personal trainer nas cidades de Santos e São Paulo. É graduada em Educação Física e pós-graduada em Atividade Física Adaptada e Saúde. Alem disto é colunista das revistas Pilates em Evidência e Pilates Friends.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s